Tecnologia do Blogger.

29 de fev de 2016

thumbnail

Evangelho light


Estou muito admirado com vocês, pois estão abandonando tão depressa aquele que os chamou por meio da graça de Cristo e estão aceitando outro evangelho [... ] Por acaso eu procuro a aprovação das pessoas? Não! O que eu quero é a aprovação de Deus. Será que agora estou querendo agradar as pessoas? Se estivesse, eu não seria servo de Cristo”.
 Gálatas 1:6-10

Paulo, em sua carta à igreja da Galácia, enfrentou um problema o qual ele denominou de “o outro evangelho”, que se tratava de um grupo de judaizantes, que discordava sobre a inserção de cristãos gentios na Igreja de Cristo sem que estes guardassem a Lei de Moisés, de forma que a sua mensagem estava influenciando aqueles que outrora haviam sido alcançados pelo evangelho pregado por Paulo.

De forma categórica, Paulo combateu a este grupo e a sua mensagem reforçando os princípios do verdadeiro Evangelho: a não necessidade dos gentios aderirem a Lei, pois esta fora substituída por uma nova aliança em Cristo Jesus (Cap. 5 vs 1-6); a justificação alcançada por meio da fé (Cap. 2 vs 15-16); a manifestação dos dons do Espírito Santo pela fé (Cap. 3 vs 5-6)

Mas e se Paulo estivesse escrevendo esta carta para a sua Igreja hoje? O que ele estaria combatendo neste “Outro Evangelho”?

Desde a inauguração do Reino de Deus com o profeta João Batista, a mensagem do verdadeiro Evangelho tem sido confrontante e nos tira da zona de conforto. Ela não massageia o nosso ego, tão pouco nos permite escolher o que nos agrada e o que nos cai bem. Quem sabe nos dias de hoje, Paulo chamaria o “Outro Evangelho” de “Evangelho Self-Service” – O evangelho com que a mídia e o mundo nos querem influenciar, e que não cumpre com tanta coisa na Palavra de Deus, inclusive com:            

·         Amar a Deus sobre TODAS as coisas (Mateus 22.37)
·         Arrepender-se dos pecados e mostrar frutos dignos de arrependimento (Mateus 3.8 / Apc 2.21)
·         Perdoar quantas vezes for necessário (Mateus 18.22)
·         Buscar com zelo e reverência a presença de Deus e Seu Reino (Mateus 6.33)
·         Fazer TUDO para glória de DEUS e não do homem (I Coríntios 10.31-33)
·         Ter Santidade como estilo de vida (Gálatas 5.22-23 / I Tes. 4.3-5)
·          Reconhecer Deus como SOBERANO absoluto tirando o homem do centro (Col 1.16, 17; Sl 90.2; Is 14.24)

Em João 6.66, um grupo de seguidores de Jesus desiste de segui-lo por considerar seu Evangelho duro demais, mas mesmo assim Jesus manteve sua mensagem confrontante e pergunta para seus 12 discípulos: “E vocês, também querem ir embora?” – mas Pedro declara a maior revelação que descreve nossa fidelidade a Jesus mesmo diante de uma mensagem que nos tira da zona de conforto: “Para onde iremos nós Senhor? Só Tu tens Palavra de vida eterna”


Se o evangelho que temos vivido até agora tem sido light, sem esforço, sem compromisso com Deus e sua Palavra, sem devoção sincera e contínua a Jesus e sem a liberdade e domínio do Espírito Santo em nosso viver, é certo que estamos no Evangelho Self Service, mas hoje é o tempo de voltar a dizer: “Jesus, só tu tens palavra de vida eterna! Só Tu tens o evangelho que me fará passar pela porta estreita! Eu abro mão deste evangelho que tenho vivido até agora e aceito viver, mesmo com perdas, o Seu Evangelho que me levará à vida eterna!

Autora: Lainy Anselmo
Fonte: Voz do Noivo

Subscribe by Email

Follow Updates Articles from This Blog via Email

Popular Posts

QUER TER SEU ARTIGO GOSPEL PUBLICADO?

Titulo da Postagem:

Link da Postagem

E-Mail (nao sera exibido):

Link da Foto