20 de jul de 2016

A Bíblia empoeirada


 Sábado de manhã, dia de faxina. Aquela mulher trabalhava a semana inteira mal tinha tempo de cuidar da casa. Era o dia de sábado que ela fazia as coisas mais importantes, mas tinha acumulado tanta bagunça, que precisava uma geral pra valer mesmo. Ela tinha um filho, um filho de onze anos, ela disse:
   __ Filho eu preciso de sua ajuda, a casa está bagunçada, sua mãe trabalha a semana toda, você pode me ajudar?
   E você disse:
   __ Lógico, minha querida mãe! O que a senhora quer que eu faça?
  Ela resposdeu:
   __ Primeiro vá arrumar o teu quarto, e tudo o que não presta separe, pois vamos jogar fora.
   O filho foi para o quarto começou a arrumar tudo, ele achou vários brinquedos que estavam quebrados,coisas muita antiga que já não usava mais, tênis descosturado rasgado, chinelos quebrados, ele foi separando e disse:
   __ Mãe olha quanta porcaria, coisas que não se utiliza mais, coisas velhas e coisas sem valor,
  A medida que ela respondeu:
   __ Ótimo meu filho, coloca tudo neste saco para jogarmos fora, e depois vá arrumar o outro quarto também.
   Ele entrou em outro quarto, e fez a mesma faxina, e tudo o que era velho e não prestava, ele foi tirando tudo e disse:
   __ Ô mãe, eu não conheço muita coisa que está no quarto da senhora e do pai, mas tem muito coisa, que eu percebo que está estragado, coisas velhas velhas e empoeiradas.

   A mãe do menino fazendo sua faxina na sala disse:
   __ É meu filho, se tiver alguma coisa velha e empoeirada, que a gente não usa, separa para a gente jogar fora.
   O menino foi separando algumas coisas. Aí ele pegou uma escadinha, e foi limpar em cima do guarda-roupa que tinha também muita tranqueira, ele foi tirando caixas vazias, coisas que não prestavam. Aí ele viu um livro, um grande livro, extramamente empoeirado,todo velho mas sujo mesmo, e o menino pegou aquele livro, que cheirava mofo, ele sentia o mofo entrar pelo seu nariz quando respirava e ele disse:
   __ Ai mãe que nojo, achei um livro muito velho, e eu vou jogar fora. E a mãe dele entrou no quarto e disse:
   Mas, meu filho o que é isto? Não faça isso não meu filho. Este livro é sagrado, é a palavra de Deus.
   O menino retrucou:
   __ Como assim sagrado, este livro está todo sujo, empoeirado e cheirando mofo. Veja só ele está todo empoeirado, as traças estão comendo ele, mas mãe tenho uma idéia. se o livro é de Deus não é melhor a gente devolver pra ele, porque aqui em casa ninguém vê mesmo.Quem sabe Deus encontra alguém para ler este livro?
   A mãe do menino ficou profundamente envergonhada, porque  a Bíblia estava lá o tempo todo escondida, desprezada, em cima do guarda-roupa toda empoeirada sem nenhuma utilidade. E naquele momento seu filho estava lhe ofereçando uma grande lição. Ela pode compreender, embora ela soubesse o grande valor que tem a Bíblia, se ele não colocasse a palavra de Deus em prática ela não teria qualquer valor.