12 de jul de 2016

Casagrande diz que orou a Deus para se livrar de possessão demoníaca: “Ele me salvou”; Assista

O ex-jogador Walter Casagrande, comentarista de futebol da TV Globo, concedeu uma entrevista recentemente onde falou sobre sua fé e como enxerga as questões relacionadas ao mundo sobrenatural, e sua “admiração” pela história de Lúcifer.
A entrevista, concedida ao programa Morning Show, da rádio Jovem Pan FM, abordou questões da vida pessoal de Casagrande, bastante tumultuada por seu problema com drogas. Nesse contexto, o comentarista falou sobre uma ocasião em que sentiu que estava oprimido por espíritos malignos, e orou a Deus pedindo proteção.
“Eu acredito em Cristo porque Ele me ajudou. Eu tive uma situação com demônios que eu me senti cercado. E numa loucura muito forte, não sei se era alucinação ou não, eu comecei a fazer uma oração, o ‘Pai Nosso’, e no meu ouvido veio assim: ‘Não adianta você fazer essa oração, porque você não acredita’”, contou Casagrande.
De acordo com seu relato, esse desafio foi o que semeou sua fé em Deus: “Nessa, eu comecei a orar de novo, mas comecei a orar pedindo mesmo, porque eu estava me sentindo cercado naquele momento. Eu pedi a presença de Cristo na minha casa, porque era a única coisa que eu sentia que ia me salvar. De repente, eu senti a energia demoníaca pesada se afastando. Na sequência dos outros dias eu fiz a mesma coisa, chamando também São Miguel Arcanjo, que é um anjo que protege do ataque demoníaco”, pontuou.
Essa entrevista foi usada por um blog de humor, que editou as declarações de Casagrande, para dar foco ao trecho em que ele diz que é admirador da história de Lúcifer, um anjo que aspirou ser maior que Deus, e banido do céu, se tornou o líder de um exército de anjos que haviam se rebelado junto a ele, e tornaram-se demônios.
Nesse vídeo manipulado, a edição destaca o trecho em que Casagrande fala de sua admiração por Lúcifer e a afirmação de que “Deus não é tão bom assim”. No entanto, a fala completa do comentarista é uma sinopse do conceito de Justiça divina: “Deus não é tão bom assim. Nem sempre Ele é bom. Tem horas que Ele tem que tomar atitudes que aparentemente, para nós, seja ruim, mas na realidade é o certo”, disse ele.
Sobre a atração que tem pela história de Lúcifer, Casagrande afirmou: “A minha admiração pela história de Lúcifer é a mesma, eu acho ele um personagem fantástico. Mas a minha admiração por Cristo e a minha fé n’Ele aumentou muito mais. Eu não preciso de um templo nem de uma religião para ter uma adoração por alguém, a Cristo principalmente. Eu tenho Ele dentro do meu coração, ele me salvou. Eu não sou evangélico, não sou nada, não vou sair pregando na rua”, resumiu.
Assista aos dois vídeos:

Entrevista ao Morning Show:



Vídeo editado:



fonte: Gospel Mais