887' type='text/javascript'/

27 de fev de 2017

Segura o púlpito meu irmão!

Aconteceu. Mesmo! Fatos reais em igrejas reais
Por David Moreno


Aconteceu  em  Linhares, Espirito Santo, Brasil.
Devido o imóvel ser alugado, a igreja preferiu optar por fazer  um pulpito de madeira, medindo mais ou menos 2 metros de comprimento por 1 de largura.  Caso mudassem de endereço, seria  fácil movê-lo e não danificar o imóvel anterior.    Às  quartas e sextas-feiras  realizavam os chamados  cultos de libertação,  quando  muitos não crentes  participavam.
Numa ocasião, uma jovem   caiu endemoninhada (esta é a palavra correta!).  Rapidamente as obreiras a seguraram. O pastor pediu que a trouxesse próxima ao púlpito, onde estava.
De repente, a jovem possuída agarrou no púlpito  e começou a arrasta-lo  em direção a rua.  O pastor , de 1.90 de altura,  colocou sua mão sobre a cabeça dela  e  expulsava  todo o mal.  
Quando estava  quase na porta de saída,   o pastor teve que  dar outra  ordem, desta vez  aos obreiros:
- Segura o púlpito, obreiros. Não deixa  sair.
Logo o demônio deixou aquele corpo. A  jovem  foi liberta,  o púlpito retornou a posição tradicional e o culto prosseguiu.