887' type='text/javascript'/

6 de mai de 2017

Profanando o lugar santo

Aconteceu. Mesmo! Fatos reais em igrejas reais.



Aconteceu  em Goiânia- Goiás, Brasil
Um jovem que havia se afastado da igreja por muito tempo, retornou a comunhão.   Desviado,  aprendera a tocar guitarra. Tocava em bailes, festas, forrós e casas noturnas como profissional.    O pastor não demorou  convidá-lo a fazer parte  do grupo de louvor da igreja, e ele seria um dos vocalistas.
Certa noite,  ele  tocava e cantava uma sequência de corinhos pentecostais. Com  habilidade  emendava  um  corinho ao outro, sem  interrupção. 
Porém ao iniciar um novo  corinho, se equivocou e esqueceu que estava na igreja.
- Se nesta casa tem goteira, pinga ni mim, pinga ni mim.  
O  tecladista  e o baixista pararam imediatamente de tocar. O baterista, que não havia  percebido  o equivoco,  foi parando  gradativamente.  No final do culto, o pastor  convidou-o   a ficar na  disciplina por seis meses, limpasse da mente as músicas profanas e se estivesse apto retornaria ao grupo de Louvor.
fonte: ARTIGOS.COM