887' type='text/javascript'/

5 de jul de 2017

CCA - Congregação Cristã Apostólica



   A CCA, Congregação Cristã Apostólica é uma igreja evangélica ainda desconhecida da grande maioria dos membros da CCB. O nome e o estilo das igrejas é parecido e alguns pensam tratar-se de uma imitação da CCB. 



   Assim como na CCB, o ministério não recebe salário, adota o sistema de ofertas e coletas voluntárias e as práticas administrativas também são bem semelhantes às da CCB. Diversas características na liturgia e nos costumes são herdados da CCB, porque a igreja nasceu de um sentimento de reforma no coração de ex-membros da CCB. 

   Foi fundada em 11 de novembro e 2001, em Aparecida de Goiânia, Goiás, pelo ex-cooperador da CCB nesta localidade, Antonio Silvério Pereira, acompanhado por familiares e alguns que saíram com ele da CCB. Tomaram parte nesta empreitada os membros da igreja Renovação Cristã, sob a liderança de outro ex-ccb, Fleury Rodriguez de Oliveira. Desta mesclagem, surgiu a CCA, Congregação Cristã Apostólica.

   A CCA afirma ter como finalidade principal, proclamar o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, que é a melhor proposta para o mundo, no sentido de agregar valores familiares e sociais. A CCA pretende ser uma colaboradora das demais denominações evangélicas no trabalho de evangelização e estabelecimento do reino de Cristo. (Jeter).

   Tem um propósito também de resgatar aqueles evangélicos que estão desviados de alguma igreja, membros e pessoas que foram líderes na CCB ou outras igrejas, que desejam voltar a servir a Deus com sinceridade. São bem-vindos na CCA, podendo até voltar a ocupar ministérios nesta obra.

                                      Antônio Silvério Pereira

   Antônio Silvério, é apresentado em biografia pelo ancião da CCA, Elias, como pessoa íntegra, de bom testemunho cristão e de franqueza no falar. Era conhecido como “o doutrinador” que procurava manter a ordem e a disciplina, e também era perfeccionista no uso da Palavra que ensinava, pois não tolerava erros que feriam a ética moral e espiritual e não havia quem escapasse de sua autoridade e de sua franqueza quando tinha que dizer algo a alguém. Por conta desta franqueza, acabou com isso por granjear amigos como também inimigos.

   Defensor da doutrina, radical, extremista, bravo, franco, amoroso e capaz para o ministério, são adjetivos atribuídos ao ex-cooperador.

   Relata que houve diversos embates entre Antonio Silvério e o ministério de anciães de Goiânia, por causa da igreja e da doutrina, e foi justamente esse um dos fatos que o levou a sair da CCB.

   Acusando a CCB de apostasia e o ministério de se corromper, desligou-se, para fundar uma igreja, conforme acreditava que deveria ser. Foi seguido por cerca de 80 a 90 membros, mas a metade voltou atrás após advertências do ministério. 

   Antonio Silvério morreu, menos de um ano após sua saída da CCB, vítima de um acidente de trânsito. Na sua saída da CCB, houve uma pregação de palavra profetizando sua morte em 90 dias, por causa da sua insistência em sair e fundar igreja. O cumprimento desta profecia veio a ocorrer 240 dias após a pregação., o que motiva a alegação de que foi uma falsa profecia. Mesmo não ocorrendo na data predita, o fato é que veio a falecer, precocemente, pois mal tinha iniciado o movimento, e devido a isto, muitos seguidores, atemorizados voltaram para a CCB.

                                    Fleury Rodriguez de Oliveira

   Na década de 70 o ancião da CCB em Goiás José Valério se desligou fundando uma dissidência chamada Congregação Cristã Renovada. José Valério voltou para a CCB, re-integrando cerca de 30 igrejas que o acompanharam. Fleury foi ordenado a ministério de ancião nesta extinta dissidência, mas durou pouco na Renovada, por não encontrar nela nenhuma novidade de renovação ou restauração espiritual, e então fundou a igreja Renovação Cristã. 

   Após entendimento entre ele e Antônio Silvério em 2001, esta passou a se chamar Congregação Cristã Apostólica.

   Fleury renunciou ao ministério de ancião na CCA, logo no seu início, desligando-se. Atualmente ele está numa igreja da Assembléia de Deus.

   Com a morte de um e a saída do outro, a CCA que hoje existe pouco tem do trabalho destes dois pioneiros, sendo fruto do trabalho dos crentes que deram prosseguimento ao movimento após a perda do seu líder e de outros que ingressaram nas suas fileiras.

                    CCA x CCB

   A CCA é uma nova igreja, diferente da CCB em muitos aspectos.

   Já nasce com a implementação de diversos pontos defendidos pelos reformistas, que desejavam ver estas mudanças ocorrerem na CCB. Não romperam totalmente com os costumes, mas os mantiveram de forma opcional, sem o rigor exigido na CCB.

   A CCA de Mauá da Serra, do ancião Paulino, adotou o nome CCA- MR, ministério da Restauração.

   Os costumes são parecidos com os da CCB, mas a razão de praticá-los é outra, e as diferenças que há, tanto podem ser um avanço ou um retrocesso.