29 de jul de 2017

Os dois sentidos do orgulho


Todo ser humano carrega consigo alguma porcentagem  de orgulho, contudo é importante compreender, que nem todo orgulho deve ser encarado de uma visão negativa. Há orgulhos que são considerados positivos; por exemplo qual é a criança, que não sente orgulho de seu próprio pai?Geralmente os filho tem seu pais como verdadeiros heróis. Se gabam de sua profissão, inteligência ou força. De todos os pais que existem no mundo, o seu pai é sempre o "melhor pai do mundo".
   E qual é o pai que não o menor orgulho de seu filho? Principalmente quando o pai percebe que seu filho, vem seguindo seus passos, muitos pais entregam para seus filhos a responsabilidade de conquistar uma posição pela qual ele mesmo ( o pai ) nunca conseguiu conquistar. Qual o pai empresário, que não quer ver seu filho como seu sucessor? Ou o pai pastor que não quer ver seu filho como ministro da palavra de Deus, ou sendo um pastor? Qual é o pai que não fica orgulhoso ao ver seu filho realizar grandes ou até mesmo pequenas conquistas? Estes e outro tipo de orgulho são considerados benéficos.
   É de total importância que uma pessoa se sinta orgulhosa por algum feito realizado, ou por alguma posição alcançada, seja ela na esfera profissional, social ou em ocupações eclesiásticas. Há também aquele orgulho considerado maléfico, em que o indivíduo a todo momento se sente superior em relação aos outros, ele sente um amor desenfreado e desgovernado por si mesmo, se sente como se fosse o melhor dos melhores, a última bolacha do pacote, o único dono da verdade. Ele se sente detentor de todas as virtudes, ele se acha melhor em tudo que fala ou pratica, e não consegui enxergar qualidades em ninguém, só ele é centro de todas as atenções.
   Este orgulho é por diversas vezes advertido pela Bíblia Sagrada, em diversas passagens Bíblicas, conseguimos ver como o Senhor detesta gente orgulhosa. Pra essas pessoas orgulhosas, Jesus deu um grande exemplo de humildade, ao lavar os pés de seus discípulos. Demonstrando que viver em humildade é bem melhor e plenamente agradável do que viver com seu nariz empinado achando-se melhor que os outros.
Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.
Filipenses 2:3