Nem que seja a última chance!

Resultado de imagem para pessoa agarrando

É mais comum do que nós pensamos, ver alguém aflito por alguma situação que foge do seu controle! Depois de tantas tentativas para resolução de um problema, sem ao menos observar algum despontar de esperança no horizonte da vida, o desespero e a angústia são convidativos para esgotar nossas emoções. Seja uma doença, a crise em um relacionamento, o desemprego, finanças, etc., situações que nos levam esgotar todos os recursos possíveis sem precedentes.
O interessante é que, como não encontramos uma solução, deixamos os problemas nos consumir dia após dia, passando a ser nosso fardo pesado até que não reste mais forças em nós mesmos.
Jesus foi procurado por muitas pessoas com essas condições e visto como a última chance para seus desesperos. A história da mulher que padecia com um fluxo de sangue e, por doze anos, havia já gastado todo seu recurso com os médicos para ser curado, é um exemplo animador disso. Ela ouviu falar de Jesus, considerou que uma última chance estava a sua frente e não poderia perdê-la. 
Como nada é tão fácil para a solução de um problema, a mulher (provavelmente já fraca), teria ainda que romper com a multidão para tocar em Jesus. Ninguém usa a palavra "multidão" para poucas pessoas ou uma quantidade possível de numerar. Então, logo se percebe, que não seria uma tarefa simples. Mas, o desespero que a incomodava há muito tempo não foi o bastante para fazê-la desistir. 
Se fosse realizada uma enquete sobre pessoas que encontram-se atualmente nessa situação, com certeza teríamos vários "sim". 
A multidão, simbolicamente, representa todos obstáculos que as pessoas querem enfrentar ou não para agarrar uma última chance. Quantos desistem no meio do caminho e preferem ver suas forças se acabarem aos poucos? quantos nem começam, considerando impossível transpor as barreiras? quantos decidem voltar, já próximo de alcançar uma vitória? quantos ficam perturbados pela voz da multidão de que não tem mais jeito, que você não vai conseguir, que é loucura sua tentativa? A realidade é que sempre temos escolhas a fazer. Ainda que a tarefa não seja fácil, não se renda ao problema, determinando o seu fim. Continue a lutar e busque ajuda sempre que ouvir falar dela! Faça como aquela mulher que, enfrentou a multidão, pois seu objetivo era a cura! 
A história na íntegra dessa mulher pode ser acompanhada na Bíblia Sagrada, registrada no Evangelho Segundo Lucas capítulo 8 e versículos 43 - 47. Grande exemplo para nós nos dias atuais! Se houver uma última chance, não desista, siga em frente, peça ajuda!