Vivendo com sabedoria!



Resultado de imagem para pessoa correndo com braços abertos
Quem nunca chegou a uma conclusão através de um provérbio? Este que nos traz lições simples e práticas que nos aconselham e servem de alerta para nossa vida cotidiana. Se observássemos um pouco mais as lições e conselhos já vivenciados por outras pessoas em circunstâncias semelhantes, provavelmente evitaríamos muitos desgostos e sofrimentos, relacionamentos rompidos, desastres, desgostos, brigas, e tantas outras coisas que nos entristecem. Entretanto, não se poderia deixar de mencionar quantas alegrias, conquistas, poderíamos alcançar. Estado de paz, satisfação pela prática do bem, também deveriam fazer mais parte do nosso convívio. 
Baseados nos muitos conselhos de Provérbios¹, podemos refletir sobre alguns deles, como se segue. 

  • "Tenha cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos". Nossas atitudes são reflexos dos nossos pensamentos. Conservar nosso pensamento afastado de tudo aquilo que é prejudicial a nós mesmo ou a outra pessoa, no mínimo, não resultará em atitudes maldosas, desastrosas;
  • "Nunca discuta sem motivo com alguém que não lhe fez nenhum mal." (3.30) Discórdias sem motivos é trazer para si inimigos de graça. Configura até em injustiça contender com alguém que não lhe fez mal algum. A vida já nos traz circunstâncias tão amargas que não precisamos acrescentar mais algumas doses nela. Muitas vezes somos o principal responsável por nossas amarguras, simplesmente por acumularmos desavenças desnecessárias;
  • "Preguiçoso, aprenda uma lição com as formigas! Elas não têm líder, nem chefe, nem governador, mas guardam comida no verão, preparando-se para o inverno." (6.6-8) Muitas vezes não tomamos nenhuma iniciativa, não fazemos planos, não pensamos no futuro, porque esperamos que alguém nos diga o que fazer o tempo todo. Nos acomodamos e, por termos preguiça, usamos a desculpa que não temos um bom líder. O exemplo desse pequeno animal, nos leva a refletir, que poderíamos estar em situação, seja ela qual for, melhor, mas fomos impedidos pelo nosso próprio comodismo;
  • "A resposta delicada acalma o furor, mas a palavra dura aumenta a raiva." (15.1) "As palavras bondosas nos dão vida nova, porém as palavras cruéis desanimam a gente." (15.4) É fato que, quando alguém está tomado pela raiva, a sua resposta apaziguará a situação ou irá inflamar mais a raiva do outro. A raiva só precisa de um combustível, mas se tivermos a água da palavra delicada, a tendência é ver o outro se acalmar. Deveríamos pensar mais tempo antes de responder, do que nos precipitar. Do mesmo modo as nossas palavras podem destruir os sonhos de alguém, ao invés de dar vida. Nossas palavras podem ser desanimadoras quando soadas bruscamente, sem medida alguma. Quantas pessoas já desanimamos? Até quando vamos alimentar a raiva de alguém com palavras cruéis? Que nossas palavras sejam vivificadores e não venhamos abrir covas para que sonhos sejam enterrados!;
  • "A alegria embeleza o rosto, mas a tristeza deixa a pessoa abatida." (15.13) Quando observamos cuidadosamente o semblante de uma pessoa, conseguimos perceber quando esta está alegre ou triste. Muitas vezes nos ocupamos tanto com a correria do dia, que nem sequer olhamos com atenção as pessoas. Alguém triste, pode estar bem vestido, com uma maquiagem perfeita, enfim, com um visual admirável, mas se seu coração tiver triste, seu rosto logo demostrará o que se passa em seu coração. Não precisa ser vidente, mas muitas vezes falta um olhar mais atencioso, com isso podemos pelo menos colocar à disposição para ouvir a dor do outro;
  • "Sem conselhos os planos fracassam, mas com muitos conselheiros há sucesso. (15.23) Ninguém é tão infalível, que não possa fracassar. Não detemos todo conhecimento, muitas vezes dominamos excelentemente em um área e em outra não. Aquele que não ouve conselhos fica a merce da sorte. Outra visão, que não é a nossa, nos permite enxergarmos aquele detalhe que passou desapercebido por nossos olhos. Procuremos pessoas que possam nos aconselhar em nosso planos, a fim de não decretarmos derrotas antes mesmo deles decolarem.;
  • "Quem controla as suas palavras é sábio, e quem mantém a calma mostra que é inteligente." (17.27) "Até um tolo pode passar por sábio e inteligente se ficar calado." (17.28) Há tempo para todas as coisas, especialmente para falar ou se calar. Talvez julguemos alguém bolo, que não é esperto, mas uma atitude dele: ficar calado, o coloca em posição elevada diante daquele que se julga muito inteligente e por falar demais coloca tudo a perder. O muito falar não nos permite refletir no que iremos dizer. Não nos deixar ver com clareza a situação. Ficar calado nem sempre é sinônimo de ser bolo, "boneco de fantoche" dos outros, mas expressa sabedoria.;
  • "Não faça amizade com pessoas grosseiras ou violentas; você poderá pegar os seus maus costumes e depois não conseguirá livrar-se deles." (22.24 e 25) Há um outro ditado, parafraseando, que diz 'me digas com quem tu andas e eu direi quem você é" Muitas vezes não queremos ser igualados com pessoas que não tem o respeito da sociedade, que causa pavor só de ouvirem seu nome, porém ao estreitarmos a amizade, a tendência é termos os mesmos costumes que elas, por causa do convívio. E muitas vezes, queremos mudar, mas já estamos tão ligados a essas pessoas que se desvincular sempre é mais difícil. Ainda que nossa reputação não seja a mesma, os maus exemplos parecem ficar mais em evidência e, qualquer um que ande com pessoas violentas, terminam por levar a mesma fama. 
  • "Não conte vantagem a respeito dos seus planos para o futuro, pois você não sabe o que vai acontecer amanhã. Ninguém elogie a si mesmo; se houver elogios, que venham dos outros." (27. 1 e 2) Nunca devemos nos vangloriarmos, pois o futuro é incerto, por mais que façamos planos e previsões, ninguém sabe o que acontecerá exatamente no dia seguinte. Ele pode trazer tristeza, perdas, mudar sua vida radicalmente. A arrogância não espera humildemente que os outros o elogiem, mas já o declara muitas vezes menosprezando quem ouve. 
Muitos outros provérbios poderiam ser citados e uma lista enorme de conselhos práticos não caberiam em poucas páginas. O importante é não sermos egocêntricos, achando que tudo está sob nosso controle. Somo falhos, vivemos hoje, amanhã não sabemos se a morte nos sobrevirá.  Ninguém é tão auto-suficiente que não precise de ajuda, seja qual for! Não nos deixemos se enganar com nossa arrogância! Vivemos melhor quando compartilhamos conselhos, experiências, quando ouvimos e nos calamos, quando refletimos e falamos!

¹as citações estão registradas no livro de Provérbios da Bíblia Sagrada, Nova Tradução na Linguagem de Hoje.