O que estamos celebrando na Ascensão?

   Em 10 de maio, os cristãos celebrarão a Ascensão, a elevação de Jesus ao lado de Deus. Aqui estão oito pontos o significado de um dos festivais mais importantes do cristianismo.
   Páscoa, Natal, Pentecostes, Epifania e Ascensão são as cinco celebrações cardeais do Ano Litúrgico Católico. Ascensão, a quinta dessas festas, é considerada uma fundação do cristianismo. Ela promete a todos a vida eterna fiel "ao lado do Senhor".
O que é ascensão?
   A Ascensão - do latim "ascensio", uma ação de escalada - celebra a ascensão de Jesus a Deus, seu pai. Segundo a Bíblia, quarenta dias depois da Páscoa, Jesus, morto e ressuscitado, teria ressuscitado e desaparecido numa nuvem sob os olhos dos apóstolos. Ele fisicamente os deixa para encarnar em outra forma, a do Espírito Santo revelada dez dias depois, no Pentecostes.
   Jesus então encarregou seus seguidores de uma missão de evangelização, dando-lhes o poder de realizar milagres em seu nome. Mas sua ascensão não foi uma surpresa. De fato, na Ceia - recontada no Evangelho de João - Jesus já teria prefigurado, repetindo: "Estou indo para meu Pai. Essa "partida" seria, de acordo com os textos, não uma vontade de Jesus, mas de Deus.
Por que Jesus se eleva ao céu?
   Depois de sua morte na cruz, Jesus ressuscitado teria subido ao céu para entrar no reino divino. De acordo com os textos bíblicos, ele deixa os homens livres para acreditar, sem constrangê-los por sua presença humana. Essa dimensão divina, aceita por seus discípulos, fará deles missionários anunciar a Boa Nova - a evangelização dos povos. Isso marca o começo da igreja cristã.
   Essa elevação também revela uma mensagem, e não menos importante para todos os crentes: sua vida eterna. A Ascensão de Jesus é encarnada na vida dos cristãos pelos sacramentos e, mais particularmente, pela Eucaristia. O hospedeiro e o vinho - corpo e sangue de Cristo - devem ser a partir de agora sua única presença física na terra.

Evangelho de Marcos 16, 15-20
   "O Jesus ressuscitado disse aos onze apóstolos:" Vá ao mundo inteiro. Proclama a Boa Nova para toda a criação. Quem crer e for batizado será salvo; quem se recusar a acreditar será condenado.
   Estes são os sinais que acompanharão aqueles que se tornarão crentes: em meu nome expulsarão os maus espíritos; eles falarão uma nova língua; eles tomarão serpentes em suas mãos e, se beberem veneno mortal, não os ferirão; eles porão as mãos sobre os enfermos, e os doentes ficarão bem.
   O Senhor Jesus, depois de falar com eles, foi levado para o céu e sentou-se à direita de Deus. Quanto a eles, eles foram em todos os lugares para proclamar a Boa Nova. O Senhor trabalhou com eles e confirmou a Palavra pelos sinais que a acompanhavam. "
   O início do livro de Atos 1: 1-11 e o Evangelho de Lucas 24, 51 também evocam esse episódio.
Onde esta elevação aconteceu?
   Segundo o Evangelho de Lucas, a Ascensão teria ocorrido em Betânia, uma aldeia querida a Jesus, onde ele teria ressuscitado Lázaro. Outra tradição coloca-o no Monte das Oliveiras, em Jerusalém. A Igreja da Ascensão em Jerusalém abriga o que seria a última pegada do pé de Jesus na terra antes de subir ao céu. Esta colina a leste de Jerusalém continua a ser um local de alta peregrinação para as três religiões monoteístas. No judaísmo, o Monte das Oliveiras será o primeiro lugar do Messias quando ele entrou em Jerusalém. A mesquita al-Aqsa fica ao lado de outros locais de culto.
Quando é a ascensão de Jesus?
   A Ascensão de Jesus ocorre quarenta dias depois da Páscoa. Este número aparece regularmente na Bíblia: a chuva cai quarenta dias no dilúvio de Noé, Moisés também passou quarenta dias no Monte Sinai antes de receber as tabelas da Lei, o episódio da tentação de Cristo no deserto também duro quarenta dias.
   Este período simboliza para Jesus e os cristãos um tempo de aprendizado, espera e introspecção. Os cristãos também são convidados a fazer a Quaresma pela mesma duração.
Desde quando estamos celebrando a Ascensão?
   A Ascensão é celebrada na Quinta-feira Santa desde o século IV, por iniciativa do Papa Leão I, o Grande. Segundo a tradição, celebra-se quarenta dias ou cinquenta dias depois da Páscoa - ao mesmo tempo que o Pentecostes. É uma celebração móvel, por isso pode ser diferente de acordo com os calendários litúrgicos católicos e ortodoxos.
   Hoje, a quinta-feira santa é um feriado em muitos países, como a França, a Holanda ou a Indonésia.
   No culto o sacerdote está vestido de branco, símbolo dos crentes de pureza, luz e alegria. Muitas tradições derivam disso. Na Moldávia, por exemplo, jovens cristãos ortodoxos plantam flores na véspera do Dia da Ascensão, para que possam subir ao céu, como Cristo.
Qual é a conexão entre Páscoa, Ascensão e Pentecostes?
   Localizado entre a ressurreição de Cristo e a vinda do Espírito Santo, a Ascensão é, de acordo com a Bíblia, um grande evento do cristianismo para Jesus e seus discípulos. Como exemplo para os homens, Jesus teria se unido ao Pai para viver em amor e fé. É importante considerar essas celebrações em conjunto.
Não confunda Ascensão e Assunção
   Ascensão e Assunção são dois eventos distintos. De fato, o segundo celebra a morte, a ressurreição, a entrada para o paraíso e a coroação da Virgem Maria. A Assunção é comemorada no dia 15 de agosto.