Lutero influenciou as igrejas de hoje.

Por Gabriela Lisboa
Algumas igrejas surgiram cerca de 400 anos depois da reforma protestante, mas ainda assim incorporaram as ideias de Martinho Lutero. Principalmente o ponto que afirma que Jesus Cristo é o grande salvador. É o caso da Congregação Cristã, da Assembleia de Deus e da Igreja Quadrangular do Reino de Deus. Elas começaram a aparecer nos Estados Unidos, no século XIX, buscando uma expressão religiosa menos racional e mais emotiva. As igrejas Deus é Amor e Brasil para Cristo foram as primeiras criadas no Brasil.
De acordo com o Datafolha, hoje o país tem mais de 45 milhões de fiéis pentecostais. A maior é a Assembleia de Deus, com mais de 20 milhões de frequentadores. Foi na Assembléia que a assistente social Aline Assunção encontrou uma forma de evoluir como pessoa. Ela contou o que sente quando vai nos cultos: "a palavra de Deus nos traz vida, nos traz paz. A palavra também nos confronta enquanto seres humanos para que nós possamos, a cada dia, melhorar mais quanto ao nosso comportamento e atitudes".
O pastor Marcos Galdino Junior, do Ministério de Santo Amaro, em São Paulo, destaca que as pentecostais acreditam que não é preciso pagar pela salvação ou por alguma graça, ao contrário do que algumas igrejas fazem:
"Por exemplo, se você comprar uma toalhinha você vai ser curado, se você comprar tal coisa você vai receber alguma bênção. Uma Assembleia de Deus genuína não trabalha desta forma", explica o pastor.
Como as administrações são independentes, os critérios de usos e costumes mudam de um templo para o outro. São regras que podem ir desde o tipo de roupa até a profissão que cada um segue e o esporte que pratica.
Na década de 1970 começaram a surgir, nos Estados Unidos e logo depois no Brasil, novas igrejas, as neopentecostais. O professor Edin Sued Abumansur, do Departamento de Ciência da Religião da PUC de São Paulo, explica que a base desse grupo é a Teologia da Prosperidade. Segundo Abumansur, "uma afirmação a respeito do direito que o cristão tem de receber, nessa vida, os sinais da graça de Deus como prosperidade e riqueza. É uma questão de direito do cristão, ele exige isso de Deus e Deus tem que cumprir com a promessa dele de abençoar esse cristão, desde que o cristão tenha um tipo de comportamento, de fidelidade e tal".
A Igreja Universal do Reino de Deus, a Mundial do Poder de Deus, a Renascer em Cristo, a Internacional da Graça de Deus e a Sara Nossa Terra são neopentescostais. O bispo Cristiano Guimarães, da Sara Nossa Terra, explica que essas igrejas não se preocupam com a aparência do fiel, mas com o comportamento. Bebida alcóolica, por exemplo, é proibido. Bispo Cristiano conque que os cultos costumam ser bem alegres: "a Igreja Neopentecostal tem como marca, também, o culto mais avivado, com muita música. A questão do louvor é uma coisa muito forte na Igreja Neopentecostal. É uma igreja que tenta ter uma linguagem mais contemporânea, uma linguagem que atinge melhor as pessoas".
Foi a busca de uma experiência mais íntima com o Espírito Santo que levou o engenheiro Reinaldo Pessano a buscar o neopentecostalismo 20 anos atrás. Hoje ele frequenta a Sara Nossa Terra com toda a família. Para ele, a igreja tem um ponto fundamental: "É o relacionamento, ela tem uma visão das pessoas se relacionarem de uma forma bastante próxima, o que nos traz também uma unção espacial de adoração, de louvor e de vontade mesmo, de não deixar de ir".
Nas pentecostais e neopentecostais o batismo só acontece depois dos 12 anos porque eles acreditam que nesta idade a pessoa já pode decidir se quer seguir este caminho. A celebração acontece, normalmente, por imersão em uma piscina, para lembrar o Rio Jordão, onde Jesus foi batizado por João Batista.

http://cbn.globoradio.globo.com/especiais/fe-protestante-500-anos-de-historia/2017/11/01/IDEIAS-DE-LUTERO-INFLUENCIARAM-A-CRIACAO-DAS-IGREJAS-PENTECOSTAIS-E-NEOPENTECOSTAIS.htm?v=classica