ARTIGOS GOSPEL BRASIL

Espiritualmente falando: você ama você?

O caminho para a salvação espiritual às vezes é tão óbvio, tão evidente que simplesmente sentimos falta dela. Como a maior parte da mensagem de Jesus, não parece possível que, simplesmente mudando a perspectiva de alguém, o Reino dos Céus seja seu. “Mestre, qual é o maior mandamento da lei?” Jesus respondeu: “Ame o Senhor seu Deus com todo o seu coração e com toda a sua alma e com toda a sua mente. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é exatamente assim; "Amar o próximo como a si mesmo. Toda a lei e os profetas se apegam a esses dois mandamentos ”.
Mateus 22: 36-40. Nem sempre é por engano e engano que o diabo trabalha seu mal. Ele pode realizar seus objetivos se puder convencê-lo de que o que é muito importante é de pouca importância e nenhuma conseqüência.
Este amor está bem documentado em toda a Bíblia e Cristo certamente esclarece sua importância na passagem acima. Lembre-se que este é o Filho de Deus falando. A coisa mais importante que posso fazer para permanecer na vontade de Deus é possuir amor em meu coração por Deus e meu próximo. É isso? Sim. É isso aí! Se isso é o mais próximo de uma garantia que podemos obter, por que muitos de nós estão empenhados em fazer as coisas que garantirão nosso lugar à mesa no Hell's Kitchen?
Eu pessoalmente acho que o conceito de amar a Deus é muito fácil de compreender. A maioria de nós, ouso dizer, está tentando conseguir isso de uma forma ou de outra. É amar o seu próximo como a si mesmo que está causando o problema. O diabo está tendo um dia de campo com este. Conte quantas pessoas você não pode suportar neste exato momento. Tire seus sapatos e adicione à sua lista aquelas pessoas que, se morressem amanhã, você estaria entre aqueles que diriam "boa viagem". O diabo nos deixou tão confusos e desconcertados nessa questão que não podemos ver que o ódio que sentimos pelos outros, o desprezo que sentimos por pessoas que nem conhecemos, mascara uma realidade subjacente que não nos permitirá amar nosso vizinho. Na verdade, nós nos odiamos. Você vê que o diabo nos enganou para odiar a imagem espelhada de quem realmente somos. No fundo, odiamos nos outros aquilo que podemos nos tornar, porque realmente não gostamos do que nos tornamos. Olá alguém!
O diabo sabe que o homem não é perfeito, então ele nos leva a odiar a imperfeição dos outros; suas falhas e defeitos, suas fraquezas e deficiências. Todo o tempo, sendo imperfeitos nós mesmos.
Não é interessante que a maioria das pessoas, que afirmam ter sido salvas, lhes diga que elas primeiro tiveram que perceber que Deus, através do sacrifício de Jesus, amava as verrugas e tudo mais? As histórias vêm de ex-viciados em drogas, adúlteros, fofoqueiros, assassinos e gananciosos egoístas na vida, que desejavam saber como ter um relacionamento saudável e respeitoso com outro ser humano. Um por um, eles, nós, nos alinhamos e confessamos que uma vez que aceitamos que Deus realmente nos ama, então e somente então, somos capazes de nos amar e subsequentemente amar os outros como eles são; todos imperfeitos, todos os filhos de Deus, todos saudados em sua mesa eterna. Neste ponto, a pessoa vê Deus em todo homem, toda mulher e toda criança, porque uma vez que você aceita que Deus reside em sua própria alma pecaminosa, você pode ver Deus nos outros.
Deus te conhecia antes que você conhecesse você e ele amava você de qualquer maneira, apesar do que Ele sabia que você faria ou se tornaria. Por incrível que pareça, é verdade. Chama-se amor. O argumento de Deus é tão simples. Se Ele tem isso para você, o mínimo que você pode fazer é tê-lo para os outros. Afaste-se, Satanás. Eu me amo e não tenho nada, mas amor por você também.
Que Deus abençoe e mantenha você sempre.
Espiritualmente falando: você ama você? Espiritualmente falando: você ama você? Reviewed by Pastor Ivo Costa on outubro 09, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.