Espírito Santo que recebemos no batismo

Resultado de imagem para Espírito Santo que recebemos no batismo   Mas eu me pergunto, como é que o Espírito Santo se entristece? Todos nós o recebemos no Batismo e na Confirmação, portanto, para não entristecer o Espírito Santo é necessário viver de maneira consistente com as promessas do Batismo, renovadas na Confirmação. De maneira consistente, não com hipocrisia: não esqueça disso. Um cristão não pode ser um hipócrita; ele deve viver de maneira consistente. As promessas do Batismo têm dois aspectos: o abandono do mal 
  



    Desistir do mal significa dizer "não" às tentações, ao pecado e a Satanás. Mais concretamente, significa dizer "não" a uma cultura da morte, que se manifesta em fugir do real para uma falsa felicidade que se expressa em mentiras, em fraude, em injustiça, em desprezo pelo outro. A tudo isso, deve-se dizer “não”. A nova vida que nos foi dada no Batismo, e que tem o Espírito como fonte, rejeita uma conduta dominada por sentimentos de divisão e discórdia. Portanto, o apóstolo Paulo exorta a remover do coração todo o amargor, a ira e a ira e clamar e difamar, com toda a maldade ”v. 31. Assim diz Paulo. Estes seis elementos ou vícios, que perturbam a alegria do Espírito Santo, envenenam o coração e levam a imprecações contra Deus e contra o próximo.
   No entanto, não é suficiente não fazer o mal para ser um bom cristão; é necessário aderir ao bem. Aqui, então, São Paulo continua: “Seja gentil com o outro, de coração bondoso, perdoando um ao outro, como Deus em Cristo o perdoou” v. 32. Muitas vezes se ouve dizer: “Eu não prejudico ninguém”. próprio para ser um santo. OK, mas você faz bem? Quantas pessoas não praticam o mal, mas também não fazem o bem, e sua vida se desdobra em indiferença, em apatia e em tibetismo. Tal atitude é contrária ao Evangelho, e também é contrária à sua natureza, jovens que, por natureza, são dinâmicos, apaixonados e corajosos. Lembre-se disso - se você se lembra, podemos repeti-lo juntos: é bom não fazer o mal, mas é mau não fazer o bem. ”Saint Albert Hurtado disse isso.
   Hoje eu te exorto a ser protagonista do bem. Não pense que você está bem quando não faz o mal. Cada um é culpado pelo bem que poderia ter feito e não fez. Não é suficiente não odiar; é preciso perdoar. Não é suficiente não ficar ressentido; é necessário rezar pelos inimigos. Não é suficiente não ser a causa das divisões; é necessário trazer a paz onde não há paz? Não é suficiente não falar mal dos outros; é necessário interromper quando ouvimos alguém falando mal: parar a fofoca é fazer o bem. Se não nos opomos ao mal, alimentamo-lo de maneira tácita. É necessário intervir onde o mal está sendo espalhado porque o mal se espalha onde os cristãos ousados ​​estão em falta, que se opõem com o bem, "andando em amor" es seis elementos ou vícios, que perturbam a alegria do Espírito Santo, envenenam o coração e levam a imprecações contra Deus e contra o próximo.
   No entanto, não é suficiente não fazer o mal para ser um bom cristão; é necessário aderir ao bem. Aqui, então, São Paulo continua: “Seja gentil com o outro, de coração bondoso, perdoando um ao outro, como Deus em Cristo o perdoou” v. 32. Muitas vezes se ouve dizer: “Eu não prejudico ninguém”. próprio para ser um santo. OK, mas você faz bem? Quantas pessoas não praticam o mal, mas também não fazem o bem, e sua vida se desdobra em indiferença, em apatia e em tibetismo. Tal atitude é contrária ao Evangelho, e também é contrária à sua natureza, jovens que, por natureza, são dinâmicos, apaixonados e corajosos. Lembre-se disso - se você se lembra, podemos repeti-lo juntos: é bom não fazer o mal, mas é mau não fazer o bem. ”Saint Albert Hurtado disse isso.
   
Espírito Santo que recebemos no batismo Espírito Santo que recebemos no batismo Reviewed by Pastor Ivo Costa on dezembro 01, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.